image

Esta semana estamos vendo que uma maneira de manter o fermento do pecado do orgulho é se fazer de servo, ser intencional de engajar em oportunidades para aliviar a carga de outra pessoa.

Ha uns anos atrás, ouvi uma pessoa dizer que

visitou uma família cristã e viu a pia cheia de pratos. Ela foi direto em direção da pia e foi parada pela dona da casa. Ela disse: “não se preocupe com isto. A empregada chega amanhã e vai cuidar disso.” Ai, essa pessoa se senti tão mal. Ela disse: “eu podia muito bem, sem nenhum problema, lavar aquelas louças e ajudar a assistente daquela família começar o seu dia de trabalho mais aliviada.

Sei que a maioria das famílias não tem pessoas em casa pagas para fazer trabalhos domésticos. A minha não tem. Mas pode ser uma outra pessoa, como a mãe, esposa ou marido (meu Joshua lava muita louça), a irmã mais velha, colega de quarto, outro funcionário do trabalho, que sempre termina sendo a que tem que colocar ordem no lugar da casa ou serviço. Será que eu e voce podemos facilitar a vida das pessoas envolta de nós?

Festa de Pães Asmos é a celebração de retirar fermento de nossas vidas. Ser servo de todos faz exatamente isso.

O jugo, figura de trabalho, é uma peça de madeira colocada sobre 2 animais que carregam algo juntos.

Jesus disse que devemos pegar o jugo dEle que é leve e suave. Nosso jugo muitas vezes é pesado porque estamos carregando carga que Jesus não carregaria. A carga do auto-interesse com certeza Ele não carrega. Jesus é servo de todos. Imagina como o jugo deve ficar leve Jesus segurando o outro lado do jugo se fizermos o que Ele faz?

Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou antes para nós as praticarmos. Efésios 2:10

Fiel é esta palavra, e quero que você afirme categoricamente essas coisas, para que os que crêem em Deus se empenhem na prática de boas obras. Tais coisas são excelentes e úteis aos homens. Tito 3:8

Advertisements